Vilma Nascimento Sofre Abordagem Racista em Aeroporto

Vilma Nascimento, de 85 anos, carinhosamente conhecida como Cisne da Passarela e renomada porta-bandeira da Portela, foi alvo de uma abordagem racista em uma loja no aeroporto de Brasília na última terça-feira (21), apenas três dias após ser homenageada no Congresso Nacional.

O incidente foi compartilhado em um vídeo nas redes sociais, amplificando a voz da lendária porta-bandeira que, emocionada, expressou seu choque diante da situação. A deputada federal Talíria Petrone, do PSOL, divulgou o vídeo em solidariedade a Vilma Nascimento.

As imagens mostram Vilma arrumando seus pertences dentro da loja, quando foi acusada injustamente de roubo pela segurança do estabelecimento. A porta-bandeira foi abordada, acompanhada e solicitada a abrir sua bolsa para uma revista, mesmo sem qualquer evidência de comportamento suspeito. A revista não encontrou nenhum item roubado.

A abordagem racista causou indignação nas redes sociais, com muitos internautas expressando solidariedade a Vilma e repudiando o ato discriminatório. O neto de Vilma, Bernard Nascimento, relatou à imprensa que a avó ficou profundamente abalada com a situação, destacando a ironia do ocorrido dias após a homenagem no Congresso Nacional.

O episódio reacende a discussão sobre o racismo estrutural enfrentado por pessoas negras, mesmo aquelas que alcançaram reconhecimento e prestígio em suas áreas. A sociedade espera que atitudes discriminatórias como essa sejam repudiadas e que medidas sejam tomadas para combater o racismo em todos os níveis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

YouTube
YouTube
Instagram