The Cure Encerra o Primavera Sound

O aguardado show do The Cure no Primavera Sound 2023, que encerrou o festival no domingo (3), não apenas foi o mais longo, com duas horas e meia de duração, mas também foi aclamado como o melhor. A banda de pós-punk gótico, com 45 anos de carreira, demonstrou sua experiência ao manter o público envolvido do início ao fim.

A apresentação marcou a quarta passagem da banda britânica pelo Brasil, a última ocorrendo em 2013. Robert Smith, o vocalista e único membro fundador ainda no Cure, liderou o espetáculo aos 64 anos com seu característico visual, cabelos bagunçados e batom borrado.

O setlist abrangeu momentos introspectivos, como “Lovesong” e a nova “And nothing is forever”, alternando com batidas alegres de “Friday I’m in Love” e “Close to me”. A plateia, predominantemente composta por fãs dedicados, participou entusiasticamente durante todo o espetáculo.

O vocalista agradeceu em português, expressando a alegria de estar de volta ao país. Clássicos como “Pictures of You”, “Just like heaven” e “Boys don’t cry” foram destaque, recebendo coros efusivos dos presentes.

O Cure, tecnicamente impecável, manteve a energia ao longo do show, demonstrando que, mesmo após décadas de estrada e mudanças na formação, continuam em seu auge musical. O público, tanto os fãs fervorosos quanto os novos admiradores, se entregou à jornada musical única proporcionada pelo The Cure.

A banda fechou o espetáculo com “Boys don’t cry”, deixando uma memória duradoura e a expectativa de um retorno em breve.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

YouTube
YouTube
Instagram