Música de filho de Tom Hanks associada a grupos de ódio nos EUA

Chet Hanks, filho de Tom Hanks, recentemente voltou aos holofotes devido à sua música “White Boy Summer”, lançada há três anos, que se tornou controversa por ter sido adotada por grupos extremistas e supremacistas brancos. Originalmente, Chet afirmou que a música era uma brincadeira destinada a celebrar “caras descolados”, sem a intenção de promover figuras como Donald Trump.

No entanto, o Global Project Against Hate and Extremism (GPAHE), uma organização que monitora o racismo, relatou que a expressão “White Boy Summer” foi cooptada como um slogan por grupos extremistas. Supremacistas brancos começaram a usar a frase para recrutar novos seguidores e incitar violência contra imigrantes e pessoas LGBTQ+.

Diante da controvérsia, Chet Hanks utilizou seu Instagram para se posicionar contra o uso indevido de sua música, enfatizando que “White Boy Summer” foi originalmente concebida como uma celebração divertida e brincalhona dos homens brancos que admiram mulheres de todas as raças. Ele condenou veementemente qualquer tentativa de distorcer sua mensagem para promover ódio ou intolerância contra qualquer grupo de pessoas.

Chet Hanks é conhecido por suas aparições em séries de televisão como “Empire”, “Shameless” e “Your Honor”, além de participações especiais em programas como “Curb Your Enthusiasm” e “Atlanta”. Ele é filho dos renomados atores Tom Hanks e Rita Wilson.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

YouTube
YouTube
Instagram